sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

O NATAL

NATAL
     Qual a primeira coisa que vêm na sua cabeça quando alguém fala ou você lê NATAL ?

     Na Roma Antiga, o 25 de Dezembro era a data em que os romanos comemoravam o início do inverno. 
    Portanto, acredita-se que haja uma relação deste fato com a oficialização da comemoração do Natal.
Na antiguidade, o Natal era comemorado em várias datas diferentes, pois não se sabia com exatidão a data do nascimento de Jesus. Foi somente no século IV que foi oficializado o dia 25 de Dezembro.  
     A ARVORE DE NATAL ? Acredita-se que esta tradição começou em 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero, que enquanto caminhava pela a floresta ficou impressionado com os pinheiros cobertos de neve. e Lutero reproduziu em sua casa. A arvore simbolizam alegria, paz e esperança.
     O presépio mostra todo o cenário do nascimento de JESUS, teve início com São Francisco de Assis, no século XIII.
     O Papai Noel : origem e tradição, Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.
    Foi transformado em santo (São Nicolau) pela Igreja Católica, após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.
     A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Nos Estados Unidos, ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de PAPAI NOEL e em Portugal de Pai Natal.
    A Roupa do Papai NoelAté o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom ou verde escura. Em 1886, o cartunista alemão Thomas Nast criou uma nova imagem para o bom velhinho. A roupa nas cores vermelha e branca, com cinto preto, criada por Nast foi apresentada na revista Harper’s Weeklys neste mesmo ano.
    Em 1931, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o Papai Noel com o mesmo figurino criado por Nast, que também eram as cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso, ajudando a espalhar a nova imagem do Papai Noel pelo mundo.


    Você acabou de ler a parte biografica da História ou Mitologia como você prefere definir.


    Vamos agora pra ''CONFRARIA'' que se tornou essa istoria, isso mesmo sem H.


    Vejamos que é uma tradição do Ocidente, e muito bem montado um Marketing da Coca-Cola pra vender seus produtos e seus derivados, um aquecimento no mercado comercial.
    Esta data comemorada no dia 25 de Dezembro era a data comemorativo ao deus Sol dos povos pagãos, adquirida pelos Romanos. Portanto não podemos afirmar com toda a certeza que foi essa data que JESUS nasceu mesmo, a data é incerta.
    Nos dias atuais você vê mais propaganda desejando ''BOAS FESTAS'' E não mais o ''FELIZ NATAL'' Será que essa mudança te responde algo pra ti ? por quê dessa mudança ? será que  nos dias atuais ''BOAS FESTAS'' vendem muito mais do que ''FELIZ NATAL'' ?
    Outro ponto também que quero que vocês reflitam um pouco é o da SOLIDARIEDADE, será que não é pra neste dia você praticar esse ato de solidariedade na sociedade e esquecer o mal que você produziu o ano todo ? ou será que o ''STATUS'' de você ser solidário vende o seu produto melhor no resto do ano ?
     Sei que você pode estar lendo essa minha reflexão e falando que eu surtei sendo contra o NATAL, mas realmente é importante o NATAL pra ti ? ou apenas um marketing pra subir o seu ''status'' na sociedade ?
   Ou o NATAL é algo que te massageia o seu ego ? a sua parte egoista de ser, o ser humano que você se tornou nesta sociedade capitalista ?
   
   Esta ai uma pequena parte do que eu acredito que seja o NATAL, e espero que te faça refletir um pouco e você possa deixar seu lado humano falar mais alto.


Me conte o que você pensa ? deixando seu comentário !!!


Atenciosamente


Kleber Freitas







sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

O PODER DA CULPA SOBRE O COMPORTAMENTO

Tortuoso é o caminho do homem carregado de culpa, mas reto o proceder do honesto”. Pv 21: 8

Pecar é humano, mas permanecer em estado contínuo de tortuosidade produz um estado de culpa que os humanos não suportam por muito tempo.
Mesmo que seja aquela culpa que não se trata como tal, mas que o praticante sabe que é culpa.
Seja culpa sabida e sentida como culpa, ou apenas a culpa interpretada como tal pela esperteza do praticante que esconde seus atos — o resultado final é sempre o mesmo: os caminhos se tornam tortuosos.
Para encobrir o ilícito, anteparos, álibis, pretextos, desculpas, encontros inexistentes, falsos compromissos, estórias, desvios súbitos de rota, encontro com amigos desaparecidos, falsificação, distração — precisam ser inventados para que o que pratica a coisa desonesta possa escapar com ela.
Só que se trata de um interminável processo de construção de um mundo paralelo, inexistente aos sentidos de terceiros, mas necessariamente “real” para o contador de estória. E mentirá tanto que poderá acabar se convencendo que sua estória é uma história.
As conseqüências são as seguintes:
1.    Seu senso de realidade se alterará. Com o passar do tempo a mentira se instala como programação natural e o ser inicia um processo de mistura entre o real e o imaginário, e adoece.
2.    2. Os caminhos tornam-se tortuosos. Uma vez que alguém se vicie nessa pratica não haverá jamais a possibilidade de que tal pessoa faça qualquer coisa reta, à menos que se arrependa e se deixe reeducar.
Do contrário, todas as tentativas de fazer o que é reto esbarram no seguinte: a execução da nova vereda reta passará, inevitavelmente, pela vereda tortuosa — e poucos têm coragem de se auto-denunciar no que é tortuoso a fim de iniciar a pratica do que é reto.
Assim, muitas coisas já não cridas como espertezas, continuam sendo praticadas pelo medo que o praticante tem de vir a ser descoberto como um estelionatário da realidade por tanto tempo.
Desse modo, a culpa faz a manutenção da vereda tortuosa...
É obvio que se alguém puder consertar caminhos tortuosos sem precisar escrever um livro, melhor será.
Afinal, esse é um mundo que não vive de verdade, mas de aparências. E os juízes humanos são implacáveis.

Nele, que nos redime de toda culpa pelo arrependimento,

Caio Fabio.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Dia da Bíblia

O dia da Bíblia é comemorado todo o 2º Domingo de Dezembro

A Origem do Dia da Bíblia

 Durante o período do Império, a liberdade religiosa aos cultos protestantes era muito restrita, o que impedia que se manifestassem publicamente.


O Dia da Bíblia surgiu em 1549, na Grã-Bretanha, quando o Bispo Cranmer, incluiu no livro de orações do Rei Eduardo VI um dia especial para que a população intercedesse em favor da leitura do Livro Sagrado. A data escolhida foi o segundo domingo do Advento - celebrado nos quatro domingos que antecedem o Natal. Foi assim que o segundo domingo de dezembro tornou-se o Dia da Bíblia. No Brasil, o Dia da Bíblia passou a ser celebrado em 1850, com a chegada, da Europa e dos Estados Unidos, dos primeiros missionários evangélicos que aqui vieram semear a Palavra de Deus.
Durante o período do Império, a liberdade religiosa aos cultos protestantes era muito restrita, o que impedia que se manifestassem publicamente. Por volta de 1880, esta situação foi se modificando e o movimento evangélico, juntamente com o Dia da Bíblia, se popularizando.
Pouco a pouco, as diversas denominações evangélicas institucionalizaram a tradição do Dia da Bíblia, que ganhou ainda mais força com a fundação da Sociedade Bíblica do Brasil, em junho de 1948. Em dezembro deste mesmo ano, houve uma das primeiras manifestações públicas do Dia da Bíblia, em São Paulo, no Monumento do Ipiranga.

Hoje, o dia dedicado às Escrituras Sagradas é comemorado em cerca de 60 países, sendo que em alguns, a data é celebrada no segundo Domingo de setembro, numa referência ao trabalho do tradutor Jerônimo, na Vulgata, conhecida tradução da Bíblia para o latim. As comemorações do segundo domingo de dezembro mobilizam, todos os anos, milhões de cristãos em todo o País.


Fonte: www.sbb.org.br


O fato que quero que vocês reflitam sobre o Dia da Bíblia não é de  lermos e estudarmos ela, mas sim a bandeira que se levantou com isso, como uma forma de ganhar dinheiro para sí promover.
A bandeira do Dia da Bíblia que se levanta hoje é o que eu vejo, Igrejas como instituição religiosa se apoderando de um dia pra se promover e mostrando pra outra placa denominacional que é mais poderosa do que a outra, Igrejas como instituição religiosa que em sua grande maioria não estão mais preocupada com o principal motivo de ler a Bíblia e aplicar no sua dia-a-dia como pratica de fé e de vida, uma conduta para seu da.
Acredito eu que menos de 05% das pessoas que vão em uma igreja realmente lêem a Bíblia.
Por um número bem pequeno que lê a Bíblia é que estamos tão descontente com o povo que se diz Cristão no mundo de hoje.
Eu particularmente não gosto de ler essas Bíblias com comentários etc e tal, gosto de ler a básica pra mim poder refletir e pensar um pouco do contexto.
A Bíblia é a Palavra de Deus.


Atenciosamente

Kleber Freitas


Comentem e faça um bloqueiro mais feliz!

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Focus - Hocus Pocus Live '73

Focus - Hocus Pocus Live '73

Eu lendo o Blog do David Bach (fundador e baixista do Guardian) vi um post dele sobre a GENIALIDADE de Thijs van Leer. David Bach fala que essa banda sempre esteve a frente do seu tempo, ele viu na Tv em 1973.

video

Focus é uma banda holandesa. Foi fundada pelo organista clássico treinado / flautista Thijs van Leer, em 1969, e é mais famoso pelas canções "Hocus Pocus" e "Sylvia". A banda ganhou fama renovada, devido à utilização de "Hocus Pocus" do guitarrista Gary Hoey em seu álbum de 1993 "Animal Instinct", e como o tema para o Mundial de 2010 comercial da Nike Cup, Escrever o Futuro, dirigido pelo cineasta mexicano Alejandro González Iñárritu.
Espero que você que passou por aqui deixe seus comentarios e faça um bloqueiro feliz
Esta Banda não tem TEMATICA CRISTÃ


Atenciosamente 


Kleber Freitas